Comunicação Social do MPPR

Improbidade Administrativa

12/04/2018

Investigador de polícia é condenado à perda da função pública e a outras sanções a partir de ação da 6ª Promotoria de Justiça de Foz do Iguaçu

Um investigador da Polícia Civil de Foz do Iguaçu, Oeste Paranaense, foi condenado por improbidade administrativa por cobrar valores e produtos de pessoas que traziam mercadorias irregularmente do Paraguai. A condenação atende ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público do Paraná, por meio da 6ª Promotoria de Justiça da Comarca.

Além da perda da função pública, o réu teve os direitos políticos suspensos por três anos, está proibido de contratar com o Poder Público ou receber benefícios por três anos e deve pagar multa no valor de cinco vezes a última remuneração que recebeu como policial, a ser creditada em benefício da Receita Federal.

Na ação, o MPPR aponta três situações em que o policial e um cúmplice exigiram valores para não comunicar casos que poderiam configurar contrabando à Receita Federal. Pelos fatos, os dois responderam criminalmente por concussão.

 

Informações para a imprensa com:
Assessoria de Comunicação
Ministério Público do Paraná
(41) 3250-4469

Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem