Comunicação Social do MPPR

Improbidade Administrativa Investigador de polícia é condenado à perda da função pública e a outras sanções a partir de ação da 6ª Promotoria de Justiça de Foz do Iguaçu 12/04/2018

Um investigador da Polícia Civil de Foz do Iguaçu, Oeste Paranaense, foi condenado por improbidade administrativa por cobrar valores e produtos de pessoas que traziam mercadorias irregularmente do Paraguai. A condenação atende ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público do Paraná, por meio da 6ª Promotoria de Justiça da Comarca.

Além da perda da função pública, o réu teve os direitos políticos suspensos por três anos, está proibido de contratar com o Poder Público ou receber benefícios por três anos e deve pagar multa no valor de cinco vezes a última remuneração que recebeu como policial, a ser creditada em benefício da Receita Federal.

Na ação, o MPPR aponta três situações em que o policial e um cúmplice exigiram valores para não comunicar casos que poderiam configurar contrabando à Receita Federal. Pelos fatos, os dois responderam criminalmente por concussão.

 

Informações para a imprensa com:
Assessoria de Comunicação
Ministério Público do Paraná
(41) 3250-4469

Recomendar esta notícia via e-mail: