Comunicação Social do MPPR

Criminal

23/11/2018

Tribunal do Júri de Paranaguá condena por homicídio duplamente qualificado homem que matou detento na cadeia pública local em abril de 2014

O Tribunal do Júri de Paranaguá, no Litoral paranaense, condenou nesta quinta-feira, 22 de novembro, por homicídio duplamente qualificado (motivo torpe e meio cruel), um homem de 40 anos que matou um detento na cadeia pública local, onde o réu estava preso, em abril de 2014. A pena foi de 22 anos e meio de prisão, agravada por ele ter mentido em plenário, possuir maus antecedentes e ser reincidente.

De acordo com a denúncia, apresentada pela 6ª Promotoria de Justiça de Paranaguá, o crime, cometido no Setor da Carceragem Temporária da 1º Subdivisão Policial de Paranaguá, teria sido motivado por desforra – a vítima seria um desafeto do homicida. A vítima havia sido presa no dia anterior, após comparecer ao Fórum local para prestar depoimento como testemunha, pois tinha um mandado de prisão em aberto. O réu a golpeou diversas vezes com um estoque (arma artesanal fabricada com um pedaço de metal retirado da parede da própria cela).

O crime teve grande repercussão e causou comoção na comunidade local pela brutalidade e frieza, fatos reconhecidos na sentença condenatória.

Informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
(41) 3250-4249

Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem