Comunicação Social do MPPR

Redes Sociais

O Ministério Público do Paraná tem perfis institucionais nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter, com o objetivo de aproximar cada vez mais o cidadão da instituição. As postagens incluem temas como o esclarecimento das atribuições do Ministério Público e a divulgação de informações sobre os direitos sociais garantidos na Constituição. 

Compartilhe!
Para que os perfis ganhem mais alcance e cheguem ao maior número de pessoas, curta, comente e compartilhe com seus amigos e familiares e especialmente com os cidadãos que buscam atendimento no MPPR.

Atendimento
O MPPR está aberto às sugestões de conteúdos para as redes sociais, que podem ser enviadas para comunicacao@mppr.mp.br.
As respostas às demandas dos cidadãos pelas redes sociais são feitas pela Assessoria de Comunicação, em contato com a Administração Superior e áreas envolvidas.

Facebook     Facebook     Facebook


Podcasts

Os programas de rádio produzidos pelo MPPR são disponibilizados nas plataformas Spotify, Apple e Google Podcasts, além do site da instituição. Ouça pelo celular ou no seu carro. E aproveite para compartilhar com os seus amigos!

MP no Rádio

Em áudios de cerca de 15 minutos, integrantes do MPPR e convidados tratam de temas de interesse da população de forma clara e objetiva, como direito de família, saúde, patrimônio público, educação, meio ambiente e segurança, entre outros.

Spotify  Apple Podcasts  Google Podcasts 

MP Responde

Em áudios curtos, de aproximadamente um minuto, procuradores e promotores de Justiça e convidados esclarecem dúvidas sobre questões relacionadas às áreas de atuação do Ministério Público. É possível sugerir temas pelo e-mail mpnoradio@mppr.mp.br.

Spotify  Apple Podcasts  Google Podcasts 


Política para mídias sociais

A criação e a manutenção de canais de comunicação com a sociedade por meio das mídias sociais considera princípios que regem a instituição, como impessoalidade, transparência, respeito aos direitos fundamentais, simplicidade, integração e diversidade regional, entre outros, expressos na Política de Comunicação Social do Ministério Público brasileiro (Recomendação CNMP nº 58/2017).

 

Recomendar esta página via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem