Comunicação Social do MPPR

Institucional

14/10/2009

14/10/2009 - LONDRINA - Denúncia da Promotoria do Patrimônio Público e GAECO leva vereador à prisão

O vereador de Londrina, Fabiano Rodrigo Gouvêa, foi preso preventivamente ontem (13), acusado de peculato e constrangimento ilegal. O mandado de prisão foi expedido pela juíza Carla Pedalino, da 4ª Vara Criminal de Londrina, a pedido do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) e da Promotoria de Proteção ao Patrimônio Público da comarca.

O pedido de prisão havia sido protocolado na última sexta-feira (9), juntamente com a denúncia criminal que o acusa de ter nomeado uma mulher para o cargo de assessor parlamentar em seu gabinete, sem a obrigação de trabalhar efetivamente. A mulher, que é costureira, foi contratada em abril deste ano, passando a ter direito à remuneração mensal de R$ 1.999,27, sem, no entanto, prestar os serviços correspondentes ao cargo para o qual foi nomeada, nem sequer comparecer à Câmara Municipal. Ela foi exonerada do cargo em julho, quando os fatos foram divulgados publicamente. O vereador e a mulher foram denunciados por peculato. Rodrigo Gouvêa foi denunciado ainda por constrangimento ilegal, uma vez que teria ameaçado uma testemunha.

Após a prisão, o vereador foi levado para o Centro de Detenção e Ressocialização de Londrina.


Informações para a imprensa com:
Jaqueline Conte / Maria Amélia Lonardoni
(41) 3250-4229 / 4228
Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem