Homem denunciado pela Promotoria de Justiça de Salto do Lontra é condenado por tentar corromper oficial de justiça em avaliação de imóvel

Data 04/11/2019 | Assunto: Criminal

De acordo com a denúncia, em 23 de agosto, o réu ofereceu dinheiro a um oficial de justiça que foi avaliar um imóvel registrado em nome de sua filha e que iria a leilão para execução de dívidas da empresa do réu.

Em Nova Prata do Iguaçu, no Sudoeste paranaense, um homem foi condenado por corrupção ativa a 3 anos, 7 meses e 22 dias de reclusão no regime semiaberto. A denúncia foi apresentada pelo Ministério Público do Paraná, por meio da Promotoria de Justiça de Salto do Lontra, sede da comarca.

De acordo com a denúncia, em 23 de agosto, o réu ofereceu dinheiro a um oficial de justiça que foi avaliar um imóvel registrado em nome de sua filha e que iria a leilão para execução de dívidas da empresa do denunciado. A oferta tinha por objetivo diminuir o preço do imóvel para que o réu pudesse readquiri-lo por um valor menor que o de mercado.

Na ocasião, o oficial de justiça o advertiu de que estava cometendo um crime e houve sua prisão em flagrante. Posteriormente, o réu passou a usar tornozeleira eletrônica.

Ainda cabe recurso da decisão, e o réu poderá recorrer em liberdade.

Informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
(41) 3250-4249






Está notícia foi publicada no Central de Comunicação Social do MPPR http://www.comunicacao.mppr.mp.br

Endereço desta notícia:
http://www.comunicacao.mppr.mp.br/modules/noticias/article.php?storyid=22078