Alunos e professores vencedores do concurso Caravana da Cidadania, do programa Geração Atitude, são recebidos no Ministério Público do Paraná

Data 22/11/2019 | Assunto: Educação

Estudantes e professores do ensino médio de escolas públicas de todo o estado foram recebidos para programação especial dedicada a eles. Os alunos tiveram seus projetos de lei selecionados no concurso Caravana da Cidadania 2019.

Estudantes e professores do ensino médio de escolas públicas de todo o estado foram recebidos pelo Ministério Público do Paraná nesta quinta-feira, 21 de novembro, em Curitiba, para uma programação especial dedicada a eles. Os alunos tiveram seus projetos de lei selecionados no concurso Caravana da Cidadania 2019, ação que integra o projeto Geração Atitude e visa premiar as melhores ideias para mudar o Paraná. Nesta edição, foram aprovadas 32 das 262 propostas desenvolvidas por alunos de 202 colégios. O prêmio foi uma viagem à capital paranaense, que contemplou visita ao MPPR, às sedes dos Poderes Judiciário, Executivo e Legislativo e a pontos turísticos da cidade.

Confira os trabalhos selecionados

Na abertura do encontro, os estudantes assistiram à apresentação do coral infantil Dikaion, que faz parte do programa de inclusão social de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade da Associação Beneficente Dikaion, de Piraquara. Em seguida, o promotor de Justiça Eduardo Cambi, coordenador do Geração Atitude, falou sobre o trabalho desempenhado pelo Ministério Público, assim como sobre as áreas de atuação e a estrutura da instituição. Cambi destacou também a importância da educação para transformar. “Só conseguimos mudar as coisas por meio da educação. É a educação que nos coloca em contato com as diferenças, que nos permite fazer reflexões e ter consciência dos nossos comportamentos, que faz com que tenhamos atitudes para mudar o que está ao nosso redor”, afirmou.



Ainda como parte da programação, a presidente do Instituto Aurora, Michele Bravos, propôs um debate com os participantes sobre direitos humanos, com o objetivo de incentivar a reflexão para a construção de uma sociedade mais justa socialmente e livre de preconceitos. A importância do enfrentamento do racismo e do machismo foi uma questão recorrente nos diálogos, assim como a necessidade de haver empatia entre as pessoas e, consequentemente, espaços mais tolerantes.

No encerramento das atividades, os estudantes participaram do Jogo da Eleição, uma brincadeira criada pelo Centro Universitário Curitiba (Unicuritiba) em parceria com o Instituto Mais Cidadania que visa promover, por meio de um jogo de tabuleiro, a conscientização de jovens sobre a importância de um processo eleitoral ético que resulte em boas escolhas dos eleitores.

Projeto vencedor


Este ano, o projeto vencedor da Caravana da Cidadania é de autoria da estudante Mariane Silvério, do terceiro ano do ensino médio do Colégio Estadual Presidente Castelo Branco, de Toledo. Mariane propõe a criação do programa Paraná Consciente, destinado à compreensão do orçamento público por estudantes do ensino médio e técnico da rede pública estadual. O objetivo é fazer com que alunos tenham interesse e discutam a questão. Para isso, propõe a criação de cartilhas que expliquem o assunto, que também deverá ser abordado durante as aulas. Agora, a proposta depende da iniciativa de um deputado para se tornar uma lei estadual.

“Esta é a primeira vez que participo da Caravana da Cidadania, e está sendo uma experiência muito boa para o meu crescimento como cidadã. Espero ser um incentivo para que outros jovens também participem da iniciativa”, ressaltou a estudante, que já teve outra participação política como representante do Parlamento Jovem brasileiro.

Mariane Silvério, estudante vencedora da Caravana da Cidadania 2019


Segundo informações da Assembleia Legislativa do Paraná, dois dos projetos vencedores do Geração Atitude já se transformaram em leis estaduais. Em 2015, a proposta vencedora foi da aluna Ingrid Ribeiro Serafim de Souza, do Colégio Estadual Itacelina Bittencourt, de Cianorte. A lei proposta pela estudante recebeu o número 18.763/2016 e instituiu o Programa Geração Atitude nas escolas da rede pública paranaense e incluiu a atividade no calendário oficial de eventos do estado, no mês de novembro.

Em 2017, o estudante Douglas Froelich, do Colégio Estadual do Campo Helena Kolody, de Cruz Machado, foi o vencedor com um projeto de enfrentamento ao bullying nas escolas paranaenses, por meio de campanhas de esclarecimento sobre do problema e debates entre a comunidade escolar. O texto se transformou na Lei Estadual 19.678, do dia 27 de setembro de 2018.

Geração Atitude


O “Geração Atitude” é um projeto ligado ao Movimento Paraná Sem Corrupção, que tem como principal objetivo promover a participação social e o protagonismo juvenil de alunos do ensino médio da rede pública de ensino. É desenvolvido pelo Ministério Público do Paraná, em parceria com a Secretaria de Estado da Educação, a Assembleia Legislativa do Paraná, o Tribunal de Justiça do Paraná e a Assessoria Especial da Juventude do Governo do Estado.

A iniciativa, que está na quinta edição, contempla duas ações específicas: “Geração na Escola”, atividades realizadas por professores, promotores de Justiça e juízes de Direito na formação cidadã dos alunos e a “Caravana da Cidadania”, concurso que seleciona as melhores ideias de estudantes para mudar o Paraná.






Está notícia foi publicada no Central de Comunicação Social do MPPR http://www.comunicacao.mppr.mp.br

Endereço desta notícia:
http://www.comunicacao.mppr.mp.br/modules/noticias/article.php?storyid=22128